• Informe assinado por Rafael Parente
    Criatividade na Educação Este documento aborda, por meio de evidências de pesquisas, a importância de uma das competências gerais da BNCC, "Pensamento científico, crítico e criativo", e os benefícios que esta promove sobretudo para a formação de crianças e jovens do século XXI. Além de desmistificar a Criatividade apenas como uma aptidão nata inerente àqueles considerados geniais, o autor apresenta formas de desenvolver o potencial criativo dos estudantes dentro do ambiente escolar, a partir de um panorama de como essa política educacional é implementada tanto no Brasil, quanto em outros países. Rafael Parente, autor do documento, é CEO da BEI Educação e ex-secretário de educação do Distrito Federal.   Data de publicação: dezembro/2020
  • Políticas Educacionais em Ação - Número 10
    Gestão Escolar: evidências de pesquisa em diálogo com a prática de diretores Esta edição da série Políticas Educacionais em Ação mostra, a partir de evidências empíricas, que a gestão escolar, logo atrás do trabalho docente, está entre os principais fatores escolares que impactam o resultado de aprendizagem dos alunos, ainda que indiretamente. Nesse sentido, embora a origem social dos alunos seja um fator importante na definição das suas oportunidades e trajetórias educacionais, o trabalho indica que existem ações capazes de minimizar este efeito, ofertando de forma mais equitativa a educação escolar. Dentre os efeitos positivos do trabalho dos gestores escolares, destaca-se a construção de um ambiente favorável para a permanência dos professores na escola, a implementação de ações voltadas à melhoria do ensino e da aprendizagem, o diálogo com a comunidade escolar, etc.   Data de publicação: agosto/2020
  • Políticas Educacionais em Ação - Número 9
    Boas Práticas de Alfabetização Esta edição da série Políticas Educacionais em Ação tem como objetivo chamar atenção para os elementos essenciais do processo de alfabetização, que, trabalhados com competência pelos docentes, aumentam consideravelmente as chances de sucesso escolar dos alunos. Nesse contexto, o trabalho mostra como o uso da Ciência no processo de ensino é condição para que os alunos aprendam a escrever e a ler com fluência. Para que políticas educacionais eficazes sejam implementadas, é crucial que gestores de escolas e redes de ensino, assim como os docentes, passem a estudar o que a Ciência preconiza.   Data de publicação: agosto/2020
  • Políticas Educacionais em Ação - Número 8
    O Ensino Técnico e a Reforma do Ensino Médio no Brasil   Esta edição da série Políticas Educacionais em Ação traz uma visão geral do Ensino Técnico de nível médio no Brasil com base na literatura mais atual e nos aprendizados do evento que realizamos no Centro Cultural da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro no dia 31 de outubro de 2019, “O Ensino Técnico e a Reforma do Ensino Médio”, com o apoio do Itaú BBA. Queremos com este documento trazer informações sobre a Educação Profissional Técnica, o impacto do novo Ensino Médio para o Ensino Técnico e apresentar experiências de alguns estados brasileiros, com o objetivo de aprofundar a discussão sobre esse tema e pautar o debate nacional. A série Políticas Educacionais em Ação foi criada pelo CEIPE FGV para apresentar aos gestores públicos, formuladores de políticas, legisladores, diretores de escola e educadores o que as pesquisas acadêmicas revelam como os principais elementos de políticas educacionais que melhoram a aprendizagem e as perspectivas de futuro dos alunos da educação básica.   Data de publicação: maio/2020
  • Políticas Educacionais em Ação - Número 7
    Qualidade Docente: Evidências para Guiar Políticas Públicas O sétimo documento da série Políticas Educacionais em Ação apresenta intervenções educacionais que tratam as causas e efeitos da qualidade dos professores. Parceria entre a Assessoria Estratégica de Evidências do Ministério da Educação, juntamente com o Banco Mundial, o Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais – CEIPE FGV, o Instituto Natura e a Omidyar Network o trabalho traz uma sistematização de evidências acadêmicas produzidas sobre políticas públicas educacionais.   Data de publicação: maio/2020

Páginas