Coordenação: Patrícia Bizzotto

A primeira frente de trabalho do CEIPE está centrada no suporte à gestão de redes públicas de ensino no desenho e implementação de políticas educacionais. Iniciamos nossa ação a partir de um diagnóstico da realidade local e nos preocupamos com a legitimidade, efetividade e continuidade das ações implementadas, bem como com sua replicabilidade e capacidade de contribuir com a transformação educacional de outras Redes. Desta forma, temos como premissa documentar e divulgar todos os nossos projetos de apoio às Redes.

Acreditamos que cada etapa da educação básica possui objetivos específicos e, por isso, voltamos nossas ações em campo para a promoção da ampliação do acesso e a melhoria da qualidade na Educação Infantil e para a melhoria da aprendizagem no Ensino Fundamental e Médio. Os consultores do CEIPE trabalham ao lado das equipes das Secretarias auxiliando-os na implementação efetiva das políticas da Rede, na identificação de gargalos e na criação de soluções efetivas e adaptadas ao contexto local.

O CEIPE apoia as redes em diversas frentes de trabalho, a depender da demanda e interesse das secretarias municipais ou estaduais de educação: 

Gestão Pedagógica: Ações voltadas ao currículo/implementação da BNCC, materiais, formação de professores e avaliação da aprendizagem.

Gestão da Rede: Acompanhamento, monitoramento e supervisão dos resultados das escolas, políticas de incentivos, aprimoramento dos processos de matrícula, ampliação de vagas, reordenamento/redesenho de oferta de tipos de escola.

Gestão Financeira: Políticas voltadas à qualidade dos gastos e aplicação dos recursos alinhada aos resultados.

Gestão de Pessoas: Ações voltadas à seleção, formação e carreira de professores, profissionais da educação e líderes educacionais.

 

Projetos de Implementação de Políticas Educacionais

Observatório Tecnologia na Escola – OTec

O FGV CEIPE é um dos parceiros da Iniciativa BNDES Educação Conectada (IEC-BNDES), que visa promover a inserção da tecnologia no contexto educacional. Responsável pelo monitoramento e avaliação (M&A) da Iniciativa, o CEIPE cumpre o papel de instituição âncora do OTec, que também é composto por um conjunto de instituições – Rede OTec – com experiência comprovada em M&A de programas/políticas educacionais. O [otec.net.br]OTec atua como fonte de produção e disseminação de informações e conhecimentos sobre tecnologia na educação, promovendo subsídios para a formulação de políticas públicas. Além disso, o OTec contribui para garantir transparência sobre a IEC-BNDES por meio da disponibilização de dados e informações para a sociedade em geral, pesquisadores, gestores e profissionais da educação. Dentre as competências atribuídas ao CEIPE, está a elaboração de relatórios intermediários sobre a implementação da IEC-BNDES, estudos de caso, relatório de boas práticas, entre outras atividades.

 

Força-Tarefa

Com o fechamento das escolas desde março de 2020, em razão da pandemia de Covid-19, as Redes de Ensino precisam se reorganizar para assegurarem a aprendizagem dos seus alunos. Com o objetivo de apoiar as redes, principalmente as municipais, o FGV CEIPE, em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Natura, está produzindo dois documentos: o primeiro, com recomendações sobre a construção do calendário 2020/2021, formas de registro das atividades remotas e aprendizagem dos alunos, e avaliação para fins de aprovação/reprovação; e o segundo, com boas práticas do ensino remoto e recomendações para o ensino híbrido, por etapa de ensino.